A cirurgia bariátrica e metabólica é um procedimento que promove a redução de peso e a remissão de doenças associadas à obesidade, como o diabetes Tipo 2, por exemplo. Ficou conhecida como “redução de estômago” porque muda a forma original do órgão com o objetivo de reduzir a sua capacidade de receber alimentos, dificultando a absorção de um número exagerado de calorias, o que leva ao excesso de peso. 

Também atua com mudanças na produção do hormônio da saciedade, reduzindo a vontade de comer.

  • Quem pode fazer

    A indicação cirúrgica deve ser baseada na análise de quatro critérios: IMC,
    Idade, Tempo de doença e Comorbidades.
    Um dos fatores que vai possibilitar o paciente de realizar a cirurgia é o IMC, o IMC é o índice de massa corporal e ele vai avaliar se a pessoa está dentro do peso ideal para sua altura.

  • Tipos de cirurgia

    As cirurgias diferenciam-se pelo mecanismo de funcionamento. Existem três procedimentos básicos em cirurgia bariátrica e metabólica, que podem ser feitos por abordagem aberta, por Videolaparoscopia, Robótica e mais atualmente (ainda em protocolo de estudo) por procedimento endoscópico, teoricamente menos invasiva, mais confortável ao paciente, mas que ainda não se sabe de fato o alcance de seus resultados em perda de peso e em perfil de paciente.

  • Técnicas Cirúrgicas

    Existem atualmente 5 técnicas conhecidas e reconhecidas pelo Conselho Federal de Medicina e Ministério da Saúde.

    • Bypass Gástrico (Cirurgia de Fobi-Capela)
    • Banda Gástrica Ajustável
    • Gastrectomia Vertical
    • Derivação Biliopancreática ou Cirurgia de Scopinaro
    • Derivação Biliopancreática com Duodenal Switch
  • Pré-Operatório

    O preparo pré-operatório otimiza a segurança e os resultados da cirurgia bariátrica e metabólica. Solicita-se ao paciente que se esforce para perder um pouco de peso antes da cirurgia, pois alguns quilos a menos podem oferecer melhores condições à anestesia geral e à operação (o paciente receberá toda a orientação alimentar, física e psicológica).

  • Pós-Operatório

    O paciente deve fazer consultas e exames laboratoriais periódicos no pós-operatório, conforme o tipo de cirurgia e as rotinas estabelecidas pela equipe responsável. Em caso de comorbidades, elas devem ser acompanhadas por profissionais especialistas nessas doenças.

  • Equipe Multidisciplinar

    Para o tratamento da obesidade com resultados ideais e personalizados, de acordo com a necessidade de cada paciente, trabalhamos com uma equipe multidisciplinar para oferecer o melhor atendimento, confira quais são os profissionais envolvidos:

  • Balão Intragástrico

    É uma prótese de silicone, semelhante à prótese que as mulheres usam para aumentar os seios, porém seu formato é esférico, possui uma superfície lisa e apresenta uma válvula por onde é insuflada dentro do estômago.

  • Tratamento endoscópico

    A recidiva de peso após a cirurgia já é fato conhecido entre os cirurgiões bariátricos e representa uma parcela pequena dos pacientes submetidos ao bypass gástrico e pode ser tratado com plasma de argônio.